receba nossas postagens no seu e-mail!

Manual do Advogado

Eu relutei muito em fazer esse post. Desde o ano passado queria escrever sobre o que considero um bom modelo de negócios para um escritório jurídico, mas hoje existem tantas possibilidades no mercado, que acho complicado chegar aqui e propor uma fórmula para o sucesso. Ainda assim, a ideia do post volta sempre que eu utilizo os serviços de alguma dessas empresas.
Não tenho escritório próprio. Hoje o blog já me dá bastante trabalho (graças a Deus, porque eu amo o que faço), então atendo de forma autônoma algumas causas criteriosamente selecionadas e as demais encaminho para escritórios parceiros. Assim, o meu volume de clientes não justifica montar um escritório em sala comercial.
Expliquei tudo isso para dizer que as dicas abaixo são as que eu tenho como referência de excelência e colocarei em prática caso um dia monte o meu escritório!
1. ESPECIALIDADE
Tenho muito respeito por colegas e escritórios que atendem diversas áreas do Direito, mas para o meu modelo de negócios, assim como as empresas acima, eu iria pelo caminho da especialização. A Nespresso não vende bebidas com leite ou chá… o negócio dela é café e complementos como açúcar, chocolate e acessórios! Já a Netflix oferece documentários, filmes e séries por streaming… Não tem jornal ou esportes! O St. Marchê é um supermercado voltado para produtos diferenciados… Lá não tem muita variedade de alimentos básicos, em compensação você pode encontrar uma série de produtos importados totalmente únicos! 
Assim como essas empresas se posicionaram no mercado, eu ofereceria um atendimento não só de Direito do Trabalho, mas especializaria o escritório ainda mais em alguma faixa específica: indústria, varejo, aéreo, pequenas empresas, ou algo semelhante. A ideia seria me tornar referência na área em que atuasse.
2. ATENDIMENTO DIFERENCIADO
O atendimento no trabalho do advogado é fundamental. Acho que a melhor opção não é atender o cliente, mas fazer com que ele tenha uma experiência diferenciada quando procurar os seus serviços. Lembre-se de que ele já está chegando até o seu escritório com um problema e você pode fazer parte da solução! A cordialidade no tratamento deve começar na recepção e acabar só quando ele colocar o pé para fora do escritório.
Todas as empresas acima são campeãs nesse quesito, mas vou destacar a Netflix (digite no Google Imagens – “Atendimento Netflix” e veja o print de vários exemplos).
3. CONFORTO
Mais um item que encanta o cliente e pode ser acrescido aos honorários: conforto! Cada uma das empresas citadas oferece pequenos confortos, mas vou citar o Fleury. O primeiro ponto muito legal é que os exames podem ser marcados através de um aplicativo e depois um atendente te liga apenas para confirmar o dia e hora do agendamento! O segundo ponto também é incrível: comida. Se você já fez exames de sangue em qualquer laboratório, sabe que o lanche oferecido depois é um pacotinho de bolacha de água e sal com um copo de café. No Fleury, além do conforto que se tem em cada ambiente, o café “pós exames” ainda oferece 4 opções de lanches (inclusive vegetariano), 3 tipos de frutas, 3 opções de bolachas, 2 opções de sucos, além de água, café, chá e chocolate quente! 
No escritório acho que é legal oferecer um café de qualidade, de preferência esses em cápsula e uma bolachinha ou mini chocolate. Com relação à água, optaria por garrafinhas individuais de água mineral ou gaseificadas (custam menos de R$ 1,50). Outro conforto importante (e necessário) é o estacionamento: o ideal é ter ou fazer convênio com algum próximo. Poderia citar muitas outras coisas aqui, mas vou falar sobre uma que dá para todo mundo fazer, mesmo sem dinheiro: evitar atrasos é uma ótima opção para melhorar o conforto do seu cliente!  

4. EXCELÊNCIA

Todas as empresas que eu citei prestam um ótimo serviço ao cliente.
O atendimento é importante, mas só isso não será o suficiente para manter um cliente. A qualidade do serviço prestado deve estar presente em cada detalhe. Tenha uma tese jurídica excelente, mas também tenha cuidado com a fonte, papel, apresentação, etc. Um cliente satisfeito certamente vai te indicar para outros potenciais clientes.
5. NOVIDADE
A Nespresso tem novidades semestrais e, além disso, criou um clube onde oferece vantagens para os clientes, incluindo diversos cursos que ensinam sobre a história, preparação e harmonização de cafés.
O volume de trabalho nem sempre permite ficar inventando novidades o tempo todo, mas acho legal separar uma vez a cada período de tempo (ano, semestre, não sei), para surpreender o seu cliente com alguma coisa que agregue valor para ele. Pode ser um brinde de fim de ano, pode ser um relatório mostrando o quanto ele economizou naquele período, pode ser um workshop de preparação de prepostos (se você atuar para a reclamada), pode ser um estudo com sugestão de melhorias em alguma área que tenha ações recorrentes, pode ser um simples cartão de próprio punho agradecendo a parceria e reforçando o compromisso de um trabalho duro e com comprometimento. Quem é que não gosta de ser lembrado, né?
Como eu disse no começo, não existe fórmula mágica para o sucesso. Quem abre um escritório precisa fazer um investimento inicial mínimo, afinal uma primeira impressão positiva pode se transformar em uma parceria de negócios por muitos anos! 🙂 
________________
Crédito de imagens: Nespresso | Netflix | Fleury | St Marche

Leia também

Deixe seu comentário

4 Comentários

  • Melissa
    19 junho, 2018

    Isso aí!!! Melhorando sempre 😀

  • Anônimo
    19 junho, 2018

    Dra. Melissa,Penso assim também, em todos os setores deveríamos sempre focar em ter um trabalho de excelência. Se temos clientes, temos que atendê-los da melhor forma possível e irmos filtrando-os para que nós motivem também em obtermos resultados de excelência. Sejam com a informações necessárias e/ou com honorários justos.Excelentes artigos destes blog são exemplos que devemos seguir para buscar nossa excelência também.Muito obrigado…Gratidão.Abs.Lincoln

  • Melissa
    02 junho, 2017

    Verdade! Que o bom serviço dos advogados comece em nós, né?Abraço e obrigada pela contribuição! 😉

  • Anônimo
    02 junho, 2017

    Dra. parabéns pelo post, penso da mesma forma.! Se o cliente não é bem tratado ou não se sentir em casa quando entrar no escritório ou qualquer lugar que seja … ele nem volta mais e ainda fala mal!