receba nossas postagens no seu e-mail!

Manual do Advogado


TEXTO ATUALIZADO DE ACORDO COM A REFORMA TRABALHISTA!
_____________________________________________

 

A confissão ficta nada mais é do que a confissão quanto à matéria de fato (aquela que precisa de provas). O artigo 844, da CLT diz o seguinte:
O não comparecimento do reclamante à audiência importa o arquivamento da reclamação, e o não comparecimento do reclamado importa revelia, além de confissão quanto à matéria de fato.
Revelia = ausência da reclamada.
Confissão ficta = penalidade em decorrência da revelia.
Aprenda uma coisa: Revelia não é pena! Como eu disse, a confissão ficta, sim, é que é a pena para a ocorrência da Revelia.
Então toda vez que a reclamada deixar se comparecer a uma audiência, será considerada revel e terá aplicada a pena de confissão. 
Na prática, funciona assim:
AUDIÊNCIA INICIAL OU UNA
Se a reclamada faltar na primeira audiência, seja ela Inicial ou Una, não tem muito o que fazer. O juiz constará a revelia em ata, aplicará a pena de confissão e já marcará audiência de julgamento. De toda forma, de acordo com o artigo 844, § 5º da CLT o juiz será obrigado a aceitar a defesa e documentos.

Se o reclamante faltar, o processo será arquivado e ele será condenado ao pagamento das custas, ainda que beneficiário da justiça gratuita, salvo de justificar a ausência. Atenção, porque só poderá entrar com nova ação se pagar as custas da ação anterior!

AUDIÊNCIA DE INSTRUÇÃO
Se a reclamada faltar na audiência de instrução, isso quer dizer que ela já juntou sua defesa e documentos. O juiz constará a revelia em ata, aplicará a pena de confissão e já marcará audiência de julgamento. Na hora da sentença, ele levará em conta a defesa apresentada e aplicará a confissão a tudo o que for matéria de fato, mas considerará a sua defesa quanto às matérias de direito.

Se o reclamante faltar na audiência de instrução, também será confesso quanto à matéria de fato.

CASOS EM QUE NÃO SE APLICA
 

De acordo com o artigo 844, § 4º da CLT, não há arquivamento ou aplicação da pena de confissão quando:

– Há pluralidade de reclamados e um deles entregar a contestação;
– A ação tratar sobre direitos indisponíveis;
– A petição inicial não estiver acompanhada de instrumento que a lei considere indispensável à prova do ato;
– As alegações formuladas pelo reclamante forem inverossímeis ou estiverem em contradição com a prova dos autos.

Parece um pouco confuso, mas se você souber o que é matéria de fato e matéria de direito, fica mais tranquilo!

________________

Crédito de imagem: Designed by Katemangostar – Freepik.com

Leia também

Deixe seu comentário

10 Comentários

  • Melissa
    16 abril, 2018

    Obrigada! 😀

  • Unknown
    13 abril, 2018

    Brilhante Doutora.

  • Melissa
    22 março, 2018

    Oi, tudo bem?Depende de um monte de coisas… Do tipo de audiência, dos pedidos, etc, mas as chances são boas 😉

  • Unknown
    15 março, 2018

    Minha 2° audiência trabalhista foi hoje, teria que ter levado testemunha mas não consegui levar, o reclamado não compareceu na audiência com seu advogado nem testemunha, deu revel para julgamento no dia 23.Posso considerar a causa ganha?

  • Melissa
    08 março, 2018

    Que bom que gostou 🙂

  • Anônimo
    07 março, 2018

    Ótima explicação Doutora

  • Melissa
    18 agosto, 2017

    Bárbara,bom dia!Tem algum advogado conduzindo o seu caso?Não consigo te ajudar sem avaliar o processo 🙁

  • Bárbara Albino
    18 agosto, 2017

    Dra. Melissa?Processei meus empregadores e fiz algumas besteiras.. Fundamentei o pedido de hora extra e equiparação salarial e não pedi expressamente no item: pedidos. só foi colocada uma defesa.. pedindo a inepcia o Juiz me concedeu 30 dias de réplica. Vc poderia me dar uma luz?os outros dois por não terem colocado a defesa, não foram revéis (todos foram na audiencia)

  • Melissa
    30 março, 2017

    Ai, que bom! 😀

  • Unknown
    30 março, 2017

    enfim entendi isso! obrigado!