Como tratar o advogado da parte contrária?


Um erro que eu já cometi muito e vejo vários advogados mais novos fazendo também é o tratamento ríspido com a parte contrária. No início da advocacia somos muito combativos e achamos que temos que ter respostas prontas para todas as ocasiões, especialmente se for a parte contrária.

Quero te contar algumas coisas que aprendi ao longo dos anos.

1. VOCÊ NÃO É PARTE

Não seja grosso com o outro advogado. Por mais que o processo seja importante, você não é parte e muito menos ele. No final do dia você vai voltar para casa e o problema continuará sendo do seu cliente. Aquilo é apenas o seu trabalho, então nada de ficar com raiva do colega ou tratá-lo mal. Atue da melhor forma possível, seja combativo, mas não transforme o processo em algo maior do que realmente é.

2. DO OUTRO LADO TEM UM SER HUMANO

As pessoas tem dias ruins, tristezas e dores que não conhecemos. Se coloque no lugar do outro e seja sempre educado. Já fiz audiência com colegas que perderam pais, filhos, empregos, tiveram acidentes, foram furtados, etc. Tenha empatia.

3. VOCÊS SÃO COLEGAS

Vocês tem a mesma profissão. Sabem que tem horas que falta o dinheiro, porque falta o cliente. Que alguns dias a correria é tanta que não dá para almoçar. Que existe muita desvalorização no mercado. Que se corre muito, mas se tem pouco retorno. Somos como um "clubinho" e, por mais que estejamos em lados opostos, passamos pelas mesmas situações.

4. AQUELA PESSOA AINDA PODE TE AJUDAR

Um "adversário" hoje pode ser um contato amanhã. Se você fizer audiências sempre com as mesmas pessoas, seja cordial, converse, troque telefone. Por mais que vocês estejam em lados opostos agora, no futuro podem chegar a se ajudar.

5. DEPENDE DE VOCÊ TER UM DIA MAIS AGRADÁVEL

Ficar estressado com os outros vai acabar com o seu dia e eu, pelo menos, prefiro ter um dia leve. Se necessário, discuta, mas não brigue. Um sorriso ou uma palavra calma podem acalmar os ânimos.

Hoje eu trato todos com muita cordialidade e educação. Cumprimento, converso e brinco. Na mesa de audiências é outra história: ali sou séria e faço o meu melhor. Saindo da sala, sempre me despeço. Por enquanto essa é a fórmula que funciona melhor para mim.

Me conta como você se comporta com o advogado da outra parte :)

________________

Melissa

Formada em 2003 e pós-graduada logo em seguida. Especialista em Direito Trabalhista na prática e Mentoria Jurídica.

4 comentários:

  1. Parabéns, excelentes dicas, me ajuda bastante. Deus abençoe!

    ResponderExcluir
  2. Que bom poder te ajudar com as minhas dicas! Fico feliz :)

    ResponderExcluir
  3. Gostei!
    Pode ter ctz! vc está fazendo o seu melhor!
    Como faço para poder tirá outras dúvidas Melissa?
    Feliz Natal! Q Deus t abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem?
      Feliz Natal para você também :)
      Quanto às dúvidas, tem dois caminhos:

      1. Se você for advogado, tenho uma Mentoria Jurídica especialmente projetada para ajudar os colegas iniciantes: www.mentoriajuridica.com.br

      2. Se você é parte em um processo, o ideal é conversar com o seu advogado, pois ele já tem os detalhes do processo e pode dar respostas mais concretas!

      Abraço! :)

      Excluir