receba nossas postagens no seu e-mail!

Manual do Advogado

Não sei se você já se deparou com um juiz autoritário, que gosta de gritar e expulsar as pessoas da sala de audiência. Infelizmente eu já, e é por isso que hoje resolvi falar sobre uma coisa que é básica, mas você precisa saber: o juiz não pode te tirar da sala de audiência!
Caso ele peça que você se retire, informe que é advogado e permanecerá na sala, conforme prerrogativa do artigo 7º, VI, “b”, da Lei n.º 8.906/94.
Se ele insistir, exija a presença de um representante da OAB e não saia. Lembre-se de que não existe hierarquia entre advogados e juízes.
Mas atenção, porque existe uma exceção, que é o segredo de justiça. Neste caso, respeite o pedido do magistrado e saia da sala.
Já passou por alguma situação assim?
Conta aí nos comentários!
________________

Quer ser um especialista em audiências?

Curso: Audiência Trabalhista na Prática

_______________

Crédito de imagem: Getty Images/Chris Ryan

Leia também

Deixe seu comentário

2 Comentários

  • Melissa
    04 setembro, 2018

    Então, o juiz tem liberdade na condução… Se você era parte e sua saída não prejudicaria, em tese ele poderia te tirar sim… Agora, se você estiver atuando como advogado, aí não concorde 😉

  • Anônimo
    29 agosto, 2018

    Aconteceu comigo recentemente. Eu era “parte”, numa ação de arbitramento de honorários quando, assistido por um colega, me descontrolei devido ao fato de ver no depoimento do Requerido, que fora meu cliente um dia, dizer ao Juíz que me havia pago pelos meus serviços, além de outras mentiras. Por este fato o Juíz me ordenou que me retirasse da sala, me fazendo passar certa humilhação. Chamou-me de volta e pediu desculpas, salientando que eu estava exaltado e, poderia me prejudicar. Isso é legal. Lembrem-se: eu sou advogado de 20 anos de militância e, no momento eu era parte.