receba nossas postagens no seu e-mail!

Manual do Advogado

Esse é um post bem rápido, só para ensinar a forma certa de se dirigir a um juiz em audiências:
Chame-o de “EXCELÊNCIA”. Essa é a nomenclatura correta.
Quando quiser falar com ele, diga “EXCELÊNCIA, PELA ORDEM” e aí você faz o seu requerimento e observações.
Se tiver dúvidas, deixe um comentário! 😉

________________

Quer ser um especialista em audiências?

Curso: Audiência Trabalhista na Prática

Leia também

Deixe seu comentário

46 Comentários

  • Melissa
    21 janeiro, 2018

    Oi, Gina! Tudo bem?Que bom que gostou… Fico feliz em ajudar!Quanto ao roteiro de perguntas, não tenho como disponibilizar, porque as perguntas na audiência dependem da matéria, de quem é o ônus e das provas juntadas nos autos.De toda forma, tenho algumas matérias que podem te ajudar a elaborar as suas perguntas:- https://www.manualdoadvogado.com.br/2017/03/preparacao-varias-audiencias-mesmo-dia.html- https://www.manualdoadvogado.com.br/2016/10/como-conversar-com-as-testemunhas-antes.html- https://www.manualdoadvogado.com.br/2017/06/como-fazer-perguntas-audiencia.htmlSe precisar, também tenho uma Mentoria Jurídica para iniciantes, onde posso estudar o processo e elaborar as perguntas para você:- http://www.mentoriajuridica.com.brObrigada por me acompanhar :)Abraço e sucesso na profissão!

  • Melissa
    21 janeiro, 2018

    Oi, Dayane! Tudo bem?Se precisar falar por algum motivo relevante, pode sim 😉

  • Gina Bastos
    21 janeiro, 2018

    Amei tudo, as dicas, as dúvidas, tá me ajudando muito!Só gostaria que tivesse um roteiro de perguntas para advogada iniciante, tipo assim, primeira audiência.Parabéns pela iniciativa e trabalho tão dedicado aos colegas de profissão, vendo você vejo que vale a pena ser advogada!Obrigada!!!

  • Dayane Bernardino
    20 janeiro, 2018

    Ola, em uma audiência de conciliação, posso pedir pra falar com o juiz caso ele não esteja na hora?

  • Melissa
    19 janeiro, 2018

    De nada 🙂

  • Anônimo
    17 janeiro, 2018

    Excelente post!muito obrigado pelo auxílio! <3

  • Melissa
    14 janeiro, 2018

    Oi, tudo bem?Que legal sua mensagem! <3Aqui no blog tem um post bem completinho sobre o assunto… Espero que ajude:https://www.manualdoadvogado.com.br/2017/07/orientacoes-para-o-preposto.htmlAbraço e boa sorte na profissão! 🙂

  • Anônimo
    12 janeiro, 2018

    Olá!Gostei muito de suas dicas.Estou iniciando como preposta de uma empresa multinacional,que terceiriza seus credenciados,sendo que os credenciados são os que contratam seus funcionários para diversas funções.As ações trabalhistas sempre são com responsabilidade subsidiária /solidária.Como devo me portar para representar sem causar nenhum dano a empresa de qual sou contratada.Sendo ela citada sempre como segunda reclamada.(litisconsorte passivo)?Obrigado1

  • Melissa
    03 dezembro, 2017

    Oi, tudo bem?Você precisa contratar um advogado com urgência para te ajudar.Nunca atuei na área de família, então não entendo os trâmites, mas procure um especialista.Te desejo boa sorte e que Deus te ajude para que a verdade apareça!

  • pArAcEtarmoU
    03 dezembro, 2017

    quero saber o que posso fazer; tive um relacionamento com uma mulher ,aonde tenho dois , fui informado pela creche de minha filha de 2 anos que a garota relator que comia ração de cachorro e chagava a creche cheia de pelos,denuncia a mãe ao conselho tutelar varas vezes,que não fez nada, a mãe saia as 19 hs, e so voltava as 7 do outro dia, ela ficou sabendo que eu a denunciei, disse que iria me destruir .foi diversas vezes a deam , mentir falsas comunicações de crime , continuou maltratando meus filhos saia de deixa as crianças so e com fome,o padrasto dela vivia me ligando, fui atè a residencia e constatei,acionei a policia e fui para delegacia com seu padrasto como minha testemunha,peguei meus filhos aonde ela invadiu minha casa me agrediu,chamei a policia e fui a delegacia aonde ela mentiu que foi agredida, ela vivia me ameaçando , indo a policia fazer ocorrencias, ela se cortou disse que eu tinha dado facadas,a juiza me prendeu,sem deixa fala nada , fiquei presso por 28 ,dias a juiza não olhou minhas defesas aonde tem historico psiquiatrico com tentativa de suicidio e internação,fui solto pela desembargadoura que leu ,e pegurtou como eu poderia ter descomprido uma medida dentro de minha casa , não havia facadas e se a juiza tinha visto o laudo psiquiatrico da suposta vitima que a 22 hs, foi ver filhos com tantas ocorrencias , não seu o que fazer a juiza pois no depoimento da mulher que ela foi tão sincera real e verdadeira, teve outra audiencia de um chute que ela mentiu meu filho e os parentes dela sabem que não o fiz , a juiza viu que ela estava mentindo e mesmo assim me condenou ,recorrir ja não sei o que fazer estou como bandido sem ver meus filhos a 9 meses .

  • Melissa
    30 novembro, 2017

    Faça como preferir, por sua conta e risco 😉

  • Vídeo Mania
    30 novembro, 2017

    Se não existe lei não é obrigatório.

  • Melissa
    30 novembro, 2017

    Oi, tudo bem?Como falei para o colega aí em cima, essa é uma forma protocolar de tratamento que já se tornou a praxe da profissão 😉

  • Melissa
    30 novembro, 2017

    Oi, tudo bem?Converse com o seu advogado, pois ele poderá esclarecer melhor ;)Abraço!

  • Melissa
    28 novembro, 2017

    Não pode, Marcelo!Mas converse com o seu advogado, pois ele saberá como agir.Boa sorte 😉

  • Vídeo Mania
    28 novembro, 2017

    Qual lei obriga alguém chamar o juiz de excelência em um tribunal, e porque não posso chamar de você?

  • Marcelo Oliver
    27 novembro, 2017

    Não sou Advogado queria saber se no momento da audiência trabalhista eu posso falar com o juiz algo que não esteja na ação. Mais algo que possa acrescentar. Ele pode me dar a palavra para falar com ele?

  • Unknown
    27 novembro, 2017

    Boa tarde!td bem?amanhã quarta 29 será minha audiência em Betim MG. Trabalhista.o advogado disse q é rito ordinário. Demora quanto tempo para a sentença final?

  • Melissa
    22 outubro, 2017

    Oba! Fico feliz que gostou 🙂

  • Anônimo
    18 outubro, 2017

    GOSTEI MUITO, ESCLARECE VÁRIAS DÚVIDAS,PARABÉNS!

  • Melissa
    02 outubro, 2017

    Daniel, tudo bem?Essa é uma forma protocolar de tratamento, mas aja como achar melhor, por sua conta e risco 😉

  • Melissa
    02 outubro, 2017

    Oi, tudo bem?Que bom que gostou do blog :)O que você pode fazer é pedir a palavra ao juiz e pontuar esse fato.Diga: “Excelência, pela ordem, essa pergunta é vexatória e bla bla bla”, aí você fundamenta a interrupção.Abraço e volte sempre 😉

  • Anônimo
    28 setembro, 2017

    A forma mais comum de se dirigir ao magistrado em audiência é “excelência”, “meritíssimo”, “doutor”, “senhor”, minha dúvida é se há alguma norma que proíba chamar o juiz pelo seu próprio nome e dirigir-se a ele utilizando o “você”Ex: o juiz se chama Antonio Carlos, e ao invés de usar os costumeiros “excelência…” ou “doutor…” eu simplesmente falar “Antônio Carlos, favor, faça constar em ata…” ou “Antônio Carlos, constam dos autos…”Questiono pois esses termos comumente utilizados me parecem muito arcaicos, acredito que tá na hora de pararmos com essa frescura e tratar o processo, o juiz e o Direito como realmente são: coisas comuns na vida, nada de outro mundo, nem nada a mais do que algo ou alguém.Ass. Daniel Gomes

  • Anônimo
    26 setembro, 2017

    Olá tudo bem? Gostaria de saber como interromper uma pergunta feita a testemunha do meu cliente considerada vexatória antes dele responde-la… Obrigado! E parabéns pelos posts

  • Melissa
    18 julho, 2017

    Oi, tudo bem?Que bom que está gostando do blog :)Fala para ela protocolar mesmo assim… Vai que cola :PDe toda forma, se precisarem de uma ajuda específica, tenho um programa de Mentoria bem legal: http://www.mentoriajuridica.com.brAbraço! 😉

  • Anônimo
    18 julho, 2017

    Comecei atuar na esfera trabalhista há pouco tempo,e estou adorando as dicas! Estou ajudando uma colega iniciante, que atua pela Reclamante, e perdeu o prazo para impugnar a contestação. Na verdade, como a juíza não fixou prazo em audiência, ela entendeu que poderia apresentar a impugnação até a audiência de instrução. O que fazer neste caso? Apresentar a impugnação intempestiva (a contestação foi muito bem elaborada)? Obrigada!!

  • Melissa
    30 junho, 2017

    Oi, tudo bem?Tenho sim!Instagram: @manualdoadvogadoFacebook: fb.com/manualdoadvogadoYouTube: /manualdoadvogadoBRMe segue lá 😉

  • Unknown
    28 junho, 2017

    Adorei seus post.Vc tem instagram? facebook…?

  • Melissa
    20 junho, 2017

    Oba! Que bom que gostou.Fico muito feliz :)Volte sempre e divulgue para os amigos 😛

  • Anônimo
    20 junho, 2017

    Site muito bom..estava há anos procurando um assim, didático e completo.Parabéns.

  • Melissa
    13 junho, 2017

    Oi, tudo bem?Toda prova deve ser juntada com a inicial e com a defesa, sob pena de preclusão, ok?Fiz um post explicando tudo sobre perícia: https://www.manualdoadvogado.com.br/2017/06/tudo-sobre-pericia-trabalhista.htmlAbraço! 😉

  • Anônimo
    13 junho, 2017

    Olá, excelente matéria!Qual é o melhor momento para ser juntada uma prova emprestada de insalubridade?Ainda não houve a audiência inicial devo requerer algo neste dia a respeito?

  • Melissa
    06 junho, 2017

    Oi! Tudo bem?Converse com o seu advogado, pois existe um prazo certo para juntar esse tipo de prova e só analisando o processo para saber se ainda dá tempo, ok?Abraço e boa sorte! 😉

  • Anônimo
    06 junho, 2017

    Boa noite, no dia da atermação nao juntei as fotos que eu tinha como prova pois tive elas em maos depois, no dia da conciliaçao nao houve acordo, no dia da audiencia com o juiz levarei essas fotos , voce ache q terei chances? o processo é sobre periculosidade. Obrigado

  • Melissa
    06 junho, 2017

    Oi, Camila! Tudo bem?Que bom que está gostando das matérias! <3Quanto à sua dúvida, expliquei nessa postagem o momento certinho de pedir a carta precatória:👉 https://www.manualdoadvogado.com.br/2016/07/audiencia-una-trabalhista-passo-passo.htmlSe quiser ler sobre a formação da carta, veja essa:👉 https://www.manualdoadvogado.com.br/2016/12/como-formar-carta-precatoria-trabalhista.htmlE se tiver dúvidas sobre como funciona a audiência, recomendo essa aqui:👉 https://www.manualdoadvogado.com.br/2017/03/oitiva-testemunha-precatoria-justica-trabalho.htmlAbraço e boa sorte! 😉

  • CamilaRSN
    06 junho, 2017

    Ótimas matérias, estão me ajudando muito.Qual o momento para pedir a expedição de carta precatória para oitiva de testemunha?Obrigada!

  • Melissa
    13 março, 2017

    Oi, tudo bem?Se o reclamante confessar algo durante o depoimento, assim que ele acabar de depor, diga: “Excelência, pela ordem”. Espere o juiz te dar a palavra. Quando ele indicar que você pode falar, diga: “A reclamada pede a aplicação da pena de confissão ao reclamante quanto aos pontos…” aí você passa a descrever os pontos que ele confessou. É só isso! O juiz vai fazer constar em ata e se pronunciar oficialmente em sentença.Boa sorte 😉

  • Anônimo
    13 março, 2017

    Como faço para pedir a aplicação da pena de confissão do Reclamante?

  • Melissa
    08 março, 2017

    Oi, tudo bem?Que bom que gostou!Para requerer um prazo ou fazer perguntas para o juiz interrogar a testemunha não há necessidade de usar o “pela ordem”.O “pela ordem” você vai falar sempre que não estiver com a palavra, mas quiser falar com o juiz. Ex.: ele está ditando o depoimento da sua testemunha para ser transcrito na ata, mas ditou alguma coisa errada. Você quer pedir para o juiz corrigir, mas ele não está falando com você naquele momento. Nesse caso você fala: “Excelência, pela ordem” e aí faz o seu requerimento.Se ainda tiver dúvidas, pode escrever! 😉

  • Anônimo
    08 março, 2017

    Para requerer prazo, e fazer a pergunta para o juiz perguntar a testemunha eu tenho que falar “Excêlencia, pela ordem”?Excelente matéria!!!!!

  • Melissa
    05 janeiro, 2017

    Obrigada pela mensagem!Fico feliz em poder ajudar 😉

  • Anônimo
    04 janeiro, 2017

    Excelente matéria, aliás, todas as matérias publicadas pela nobre colega são de extrema importância ao advogado iniciante, de forma claro, e real, que somente a prática nos ensina.obrigado!

  • Melissa
    06 novembro, 2016

    Paulo, tudo bem?Se as fotos não forem documento novo (relacionados a fatos posteriores à audiência anterior), infelizmente passou o prazo para juntada.Na esfera trabalhista todos os documentos devem ser juntados com a inicial ou com a defesa, dependendo de quem for o seu cliente. Depois disso, preclui a prova documental.Abraço! 😉

  • Anônimo
    06 novembro, 2016

    Uma dúvida como proceder na audiência trabalhista na fase da instrução, quando se tem algumas fotos como meio de prova que gostaria de juntar e o processo é eletrônico e não se fez a juntada antes, posso pedir para juntar na hora da audiência? Desde já agradeço. Paulo

  • Melissa
    01 novembro, 2016

    Oi, João! Tudo bem?Infelizmente não tenho experiência em Tribunal do Júri, então não posso te orientar, mas tem uma colega muito competente que pode te ajudar:Manual da Advocacia Criminal: https://www.facebook.com/MaCrim11Abraço e boa sorte! 🙂

  • João Franqueira
    31 outubro, 2016

    Posso fazer isso a qualquer hora em um tribunal do júri, como um advogado