receba nossas postagens no seu e-mail!

Sabia que é possível fazer um acordo por WhatsApp na Justiça do Trabalho?

Por enquanto essa facilidade está disponível apenas para alguns processos que tramitam na 2ª Região (Cejusc-Sede, Cejusc-Sul, Cejusc-Leste e Baixada Santista).

Lembrando que após a distribuição do processo, a conciliação é possível em qualquer fase.

COMO FAZER

  1. Entre em contato com o telefone do NUPEMEC – JT2 (Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Disputas) vinculado ao fórum em que o seu processo tramita – telefones disponíveis na aba “Composição e contatos“.
  2. Na mensagem, diga que pretende fazer um acordo e informe o número de WhatsApp da parte contrária ou dos advogados.
  3. Após análise, o núcleo entrará em contato com a parte contrária para saber se há interesse na conciliação.
  4. Em caso positivo, será criado um grupo de WhatsApp com as partes e o conciliador. O nome do grupo será o número do processo.
  5. Após formado o grupo, começarão as tratativas de acordo.
  6. Se uma das partes sair do grupo, a tentativa de conciliação será encerrada.
  7. Se uma das partes deixar de responder alguma das mensagens por mais de 5 dias, a tentativa de conciliação também será encerrada.
  8. Se o conciliador entender que a negociação é inviável, o grupo poderá ser encerrado.
  9. Caso haja uma proposta que atenda a todos, será marcada uma data para formalização do acordo na presença do juiz.

O TRT-2 fez um vídeo explicando o procedimento:

Agora você já sabe como fazer um acordo por WhatsApp na Justiça do Trabalho!

Só fique atento para tudo o que tem que constar na minuta de acordo, ok?

E se por acaso fizer um acordo problemático, dá uma lida nessa matéria, pois posso te ajudar com algumas saídas!

Conhece alguém que precisa e pode se beneficiar dessa ferramenta? Manda essa matéria para ele! 😊

É de outro Estado e sabe se essa ferramenta é disponibilizada por aí também? Me conta nos comentários!

___________________

Crédito de imagem: Freepik

Nenhum post relacionado a esse

Deixe seu comentário

4 Comentários

  • Sandra Marques
    31 maio, 2019

    Bom Dia. Obrigada pela valiosa e interessante informação. Lamento que na minha região ainda não é possível essa modalidade de acordo. Abraços.

    • Melissa Santos
      Melissa Santos
      31 maio, 2019

      Poxa, Sandra 🙁
      Mas essas tendências normalmente começam aqui em SP e se espalham.
      Fique tranquila que logo será uma realidade na sua Região também! 🙂

  • Daniele
    30 maio, 2019

    Muito bom, eu não tinha noção dessa possibilidade!

    Obrigada Dra. Melissa.