receba nossas postagens no seu e-mail!

Manual do Advogado

 

Aí você chega na Vara do Trabalho. É a sua primeira audiência. Quando entra na sala, se depara com uma cena parecida com essa da foto. E aí? Onde sentar?
O cabeça da mesa é o juiz, que senta no centro. O lado esquerdo da foto (assim mesmo, como está), é destinado à reclamada/empresa e o lado direito ao reclamante/trabalhador (por vezes a empresa pode ser o reclamante e os papéis se invertem, mas isso é assunto para outro post).
Então se você estiver com o reclamante, sentará do lado direito da mesa, sendo o advogado na primeira cadeira e o seu cliente na segunda.
Se você representar a reclamada, sentará do lado esquerdo da mesa, também o advogado na primeira cadeira e o preposto (representante da empresa) na segunda.
Então ficaria assim:

Se ainda tiver dúvidas, deixe nos comentários 🙂
____________________________________________

Atualização em 16/11/2016: Alguns colegas pontuaram que em outros Estados as partes se sentam na mesa de forma invertida. Assim, a minha sugestão é que você assista outras audiências na mesma Vara para saber a prática da sua Região, conforme as 9 dicas que eu dei para quem vai fazer a primeira audiência 🙂

Leia também

Deixe seu comentário

35 Comentários

  • […] ↣ Onde sentar em uma audiência trabalhista […]

  • […] ↣ Onde sentar em uma audiência trabalhista […]

  • […] ↣ Onde sentar em uma audiência trabalhista […]

  • Melissa
    20 julho, 2018

    Que interessante, Darci!Por isso que no final deixei aquela observação… Eu realmente não sabia que em outros Estados acontecia essa “dança das cadeiras”, até que me alertaram aqui nos comentários :PÓtima contribuição… Obrigada <3

  • Unknown
    20 julho, 2018

    Boa noite.sou Darci Alves Ribeiro, advogado em Santa Catarina, militante desde 1990 e aqui no meu Estado tem-se por praxe tanto na esfera trabalhista como na cível o autor ou reclamante com seu procurador sentar-se à DIREITA do magistradoD e o réu ou reclamado à ESQUERDA do magistrado.Não é diferente em audiências na esfera criminal em que o representante do Ministério Público (PROMOTOR) que é o titular da açao penal senta-se tambem à DIREITA do Juiz e a cadeira do réu localizada á ESQUERDA do magistrado….de frente para o Juiz. Ou seja…o RÉU o Reclamado ou o Requerido…sempre Á ESQUERDA do Juiz.

  • Melissa
    27 maio, 2018

    Isso mesmo!As partes sentam por ordem de reclamada ;)Se forem muitas, alguns juízes pedem para os advogados e prepostos das duas primeiras sentarem e as demais ficarem em pé. Outros juízes pedem para os advogados sentarem e os prepostos ficarem em pé.O ideal é que você assista algumas audiências antes da sua na Vara em que tiver audiência 😉

  • Anônimo
    25 maio, 2018

    Oi dra. Melissa, tudo bem e contigo?Então independentemente de com qual reclamada seja pedido o vínculo, o patrono da 1ª reclamada sempre sentará em frente ao monitor (com seu preposto ao lado) e os demais na sequência, é isso?Obrigado pela atenção e pela disposição em responder perguntas como essa, que podem nos fazer pagar mico e expor negativamente na atuação profissional.

  • Melissa
    19 maio, 2018

    Oi, tudo bem?As reclamadas sentam na ordem listada na inicial: 1ª reclamada, depois 2ª reclamada e, por fim, a 3ª reclamada! 😉

  • Anônimo
    15 maio, 2018

    Prezada doutora.Minha dúvida é sobre a seguinte situação hipotética: Em uma audiência onde existam 03 reclamadas e o reclamante peça vínculo com a segunda reclamada, como será a disposição das partes do polo passivo na mesa?

  • Melissa
    04 maio, 2018

    Oi, tudo bem? 1. Entreviste o seu cliente e verifique as verbas a que ele tem direito. 2. Separe os documentos (não tem regra… depende de cada pedido… mas procure juntar sempre os documentos de admissão, demissão, demonstrativos de pagamento, normas coletivas e outros, conforme o caso). 3. Faça a inicial. 4. Protocole via PJe 😉

  • Anônimo
    03 maio, 2018

    Oi Dra. td bem?Sou advogada iniciante, sei muito a teoria, porém, morro de medo da prática.Bem, gostaria de saber como acontece na pratica, desde o momento que o cliente te procura (quais documentos inicialmente deve-se pedir) até o momento de dar entrada na Reclamação Trabalhista, neste ultimo caso, inicialmente é tudo eletronicamente, precisa protocolar algo na Justiça do Trabalho, ou preparo a Reclamação Trabalhista e dou entrada pelo PJe? Aguardo marcar a audiência?

  • Melissa
    02 maio, 2018

    Fico feliz, Robson! 😀

  • Robson
    01 maio, 2018

    Parabéns, Dra! Sua dicas está me ajudando muito! Grande abraço!

  • Melissa
    19 junho, 2017

    Kkkkkkkk! Verdade, né Elizabeth?Mas pelo que apurei realmente existe essa variação de Estado para Estado, então é interessante saber como acontece em cada Região, né?Obrigada pelo comentário! 🙂

  • Elizabeth Sales
    18 junho, 2017

    A Dra. Melissa está corretíssima. De fato, nas audiências cíveis ocorre o oposto. Dizem alguns estudiosos que, como a justiça do Trabalho é “protetora” dos menos favorecidos, e estes geralmente são os reclamantes (empregados), a eles é destinado o lado do coração do juiz, qual seja, o lado esquerdo…. 😉

  • Melissa
    07 maio, 2017

    Oi, Alexandre! Tudo bem?Legal! Qual é o seu Estado?Conta para nós 🙂

  • alexandre
    06 maio, 2017

    Boa noite. Doutora Melissa aceite meus cumprimentos. De grande valia os aparatos aqui demonstrados. Em nosso território estadual vossas informações são precisas e corretas. Parabéns.

  • Melissa
    02 abril, 2017

    Raimunda, aí é que está a questão: a legenda não está equivocada… Aqui em SP é assim mesmo que acontece, igualzinho na legenda 🙁

  • Raimunda Sousa
    02 abril, 2017

    Melissa e Leonardo, observem que vcs estão dizendo a mesma coisa: Reclamante do lado direito (considere a direita do juiz) e o Reclamado do lado esquerdo (à esquerda do juiz). Notem que somente a legenda da foto está equivocada.

  • Melissa
    01 abril, 2017

    A Cível aqui também é invertida! 😛

  • Anônimo
    01 abril, 2017

    No ES é exatamente assim nas audiências trabalhistas. Nas audiências cíveis, é o contrário.

  • Melissa
    30 março, 2017

    Que interessante!Obrigada pela informação dessa terra boa 😉

  • Anônimo
    29 março, 2017

    Aqui em Maceió/AL tbm é assim, no entanto, o reclamante senta na cadeira mais próxima ao juiz.

  • Melissa
    22 março, 2017

    Bom saber, Bruno!Obrigada pela contribuição 😉

  • Bruno Sousa
    22 março, 2017

    Em MG também segue a configuração mostrada pela Dra. Melissa.

  • Melissa
    08 fevereiro, 2017

    É interessante ver as variações de Estado, né?Também sempre fiz audiência com a mesa nessa configuração!Abraço 🙂

  • Anônimo
    08 fevereiro, 2017

    Parabéns pela ilustração e a explicação, aqui em São é dessa forma.

  • Melissa
    26 janeiro, 2017

    Que legal, Grasiela!Seja bem vinda 🙂

  • Grasiela Campos
    25 janeiro, 2017

    Nossa!!! to adorando isso aqui. Olha que nem sou estudante de direito, nem nada.Sou apenas uma reclamante.

  • Melissa
    16 novembro, 2016

    Que curioso, Leonardo. Obrigada por avisar!Não sabia realmente… Já fiz audiências em mais de 20 cidades diferentes no Estado de São Paulo e sempre foi assim!Farei uma observação ao final do post pontuando essas diferenças 😉

  • Leonardo Matos
    16 novembro, 2016

    Pois é Dra., acho que dependendo da região, muda.Aqui em SC é ao contrário, o Reclamante senta à direita do juiz e a Reclamada à esquerda deste. Justamento o contrário do disposto na imagem ilustrativa.

  • Melissa
    11 novembro, 2016

    Oie! Tudo bem?A foto está certinha! Quando as partes entram na sala, o reclamante senta do lado direito da mesa e a reclamada do lado esquerdo, conforme retratado acima.Será que na sua região acontece diferente? Conta pra gente de onde você é! 😉

  • Anônimo
    10 novembro, 2016

    Estimada Melissa, creio que a foto ilustrativa esteja incorreta, note que o RECLAMANTE deve sentar-se à direita do juiz, por outro lado o reclamado à direita.Att

  • Melissa
    19 outubro, 2016

    Obrigada, Laercio! Abraço 🙂

  • Laercio Ferreira Vanderlei
    19 outubro, 2016

    Melissa, parabéns, ajuda muito e concentra várias informações/orientações em um mesmo local.